Árvore genealógica de Paulo Jacinto Tenório de Albuquerque



-

-

IRMÃO(s)

Paulo Jacinto Tenório de Albuquerque
n. - Águas Belas (PE)
f. - Palmeira dos Índios (AL)
 
CÔNJUGE(s)
Águeda Tenório de Albuquerque
-


 
VerbeteVol.Texto
331826
PAULO JACINTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE - BARÃO DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS
N. em Águas Belas PE, f. em Palmeira dos Índios AL. Recebeu o título de barão de Palmeira dos Índios em 28-08-1889. Agricultor em Palmeira dos Índios. Senhor de engenhos. Homem de imensa fortuna, ao falecer deixou 54 fazendas de gado em Alagoas. Capitão do Comando Superior do município de Viçosa AL. Coronel Comandante da Guarda Nacional em Palmeira dos Índios. Filho de Paulo Caetano Tenório de Albuquerque (n. na fazenda de N. Sa. da Conceição, no então povoado de Águas Belas PE, f. 25-02-1870 em Palmeira dos Índios) e de sua primeira esposa, Joaquina do Espírito Santo Cavalcanti. Neto materno de João José Cavalcanti de Araújo e de Maria dos Santos Tenório de Albuquerque. Neto paterno de Paulo Caetano Tenório de Albuquerque (sargento-mor; casou-se no município de Bom Conselho PE, comarca de Garanhuns) e de Victorina de Jesus Cavalcanti (n. em Bom Conselho). Bisneto paterno de José Fernandes Tenório (proprietário das fazendas Santo Antônio das Varzinhas e Santa Rosa, no município de Águas Belas, comarca de Garanhuns) e de Maria das Montanhas Cavalcanti, casados em 1757. Trineto, pelo lado de sua bisavó Maria das Montanhas Cavalcanti, de Manoel Leite da Silva (n. no lugar conhecido como Ilha do Ferro, no atual estado de Alagoas, f. 03-01-1791 com idade avançada, provavelmente na atual cidade de Pedra PE; agricultor; capitão-mor; comandante-regente de Ararobá PE; em 03-04-1762, quando da criação da vila de Cimbres, foi escolhido vereador; fundador da vila de Conceição da Pedra, atual município de Pedra) e de Maria Cavalcanti de Albuquerque. Tetraneto paterno de Manoel Tenório de Molina (originário de Sevilha, na Andaluzia, Espanha) e de Ignez de Luna. Tetraneto de Bento Leite de Oliveira (n. em Portugal; radicou-se no lugar conhecido como Ilha do Ferro, às margens do rio São Francisco, na região de Penedo, no atual estado das Alagoas) e de Inocência da Silva Cavalcanti, casados por volta de 1726. Primo de Francisco Alves Cavalcanti Camboim, barão de Buíque [v. 33129]. Casou-se com sua prima ÁGUEDA TENÓRIO DE ALBUQUERQUE [33182a], f. 15-01-1892 em Palmeira dos Índios. Filha de José Fernandes Tenório Luna e de Maria Pastora de Albuquerque (n. 1801). Neta paterna de Paulo Caetano Tenório de Albuquerque (sargento-mor) e de Victorina de Jesus Cavalcanti (n. em Bom Conselho PE), casados no município de Bom Conselho, comarca de Garanhuns. Neta materna de Manoel Tenório de Albuquerque (capitão comandante da Guarda Nacional) e de Manoela Cavalcanti de Albuquerque. Vários descendentes dos barões de Palmeira dos Índios casaram-se com primos, descendentes dos barões de Buíque [v. 33129]. [Barata, Cunha Bueno, t.1, v.1, p. 711; t.1, v.2, p. 2191-2; Borges da Fonseca, v.1, p. 30, 235; v.2, p. 434-5, 462; Cascão; Cavalcanti, v.1, p. 73-5, 95, 101-4; v.2, p. 25-6, 157-8; v.3, p. 15-7, 88-9, 95, 101, 104, 111; Freitas; Moya, v.9, p. 214; Rheingantz, p. 24, 86; Vasconcellos, p. 325].

Copyright © 2015 Edgardo Pires Ferreira.